Senador eleito, Coronel defende que Legislativo não seja "capacho do Executivo"


    O senador eleito Angelo Coronel (PSD), que quer disputar a presidência da Casa Alta do Congresso Nacional, afirma que a classe política se encontra no olho do furacão. Em postagem na rede social Instagram, o pessedista pede aos colegas políticos uma reflexão sobre o momento atual do país.
    "A sociedade está chegando no limite da paciência para com os poderes constituídos. Os poderes a cada dia vem perdendo mais e mais a sua credibilidade. Estamos no olho do furacão. Todos devem fazer exame de consciência e começar a mudar as atitudes, focando sempre na retidão e no bem estar da sociedade", diz o atual presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA).
    Nome colocado para a disputa pelo comando do Senado, o parlamentar baiano voltou a falar em independência do Legislativo. "Defendo que o poder Legislativo não deve se curvar, tornando-se capacho do Executivo, nem se acovardar perante o Judiciário e o Ministério Público", afirma. Para Coronel, "independência de um parlamento não significa briga, e sim, buscar a valorização e o respeito mútuo, pois quando há esse respeito, a harmonia será sempre imperiosa, mas quando esse respeito é relegado, a cizânia entre os poderes começa a andar a passos largos". (BNews)

    Escrito por Folha de Noticias SAJ

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment