Suspeito de matar segurança em bar de Feira de Santana é identificado

    Foi identificado o suspeito de matar o segurança Wilker Correia da Costa, 24 anos, que trabalhava em um estabelecimento comercial de Feira de Santana (a 109 quilômetros de Salvador). Segundo informações da polícia, Luís Fernando Santos de Jesus, 20 anos, teria cometido o crime após discutir com a vítima em um bar na avenida Fraga Maia.
    A ação, que aconteceu no último domingo, 16, foi registrada por câmeras de segurança do local (veja vídeo abaixo).
    O autor dos disparos que culminaram na morte de Wilker, que era estudante de direito, foi identificado na terça-feira, 18. Segundo informações do delegado Fabrício Linard, titular da Delegacia de Homicídios, o homicida já possui passagem por roubo em Saubara e por porte ilegal de arma de fogo em Feira.
    “No final da terça-feira chegamos ao autor dos disparos. Identificamos as garotas que estavam na companhia dele e iniciamos as oitivas. Há casos que possuem fatores que facilitam as investigações de homicídios e outros não, mas nós nos esforçamos para que todos os crimes sejam elucidados, alguns têm alguma brevidade, outros são mais demorados, e outros não conseguimos”, disse o delegado ao site Acorda Cidade.
    De acordo com a polícia, Luís Fernando fugiu, mas são realizadas diligências para localizá-lo.
    O caso
    Wilker trabalhava no estabelecimento quando foi surpreendido pelo suspeito, que chegou ao local correndo e atirando, após uma discussão. A vítima, que estava em frente ao bar, ainda tentou fugir, mas foi alvejado. O crime ocorreu por volta de 23h de domingo.
    Uma mulher, identificada como Tatiane dos Santos Tavares, 23 anos, que também estava no bar, foi atingida e encaminhada ao Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA).
    O segurança havia discutido com Luís Fernando no interior do estabelecimento horas antes. O homem deixou o local e voltou para cometer o crime.

    *Atarde

    Escrito por Folha de Noticias SAJ

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment