Ponte Salvador-Itaparica terá via segregada para evitar “favelização” da ilha, diz Leão


    O vice-governador João Leão (PP), ex-secretário de Planejamento da Bahia, afirma que o projeto da ponte Salvador-Itaparica terá uma via segregada para ordenar o tráfego de veículos pesados na ilha.
    Em entrevista ao apresentador José Eduardo, na Metrópole FM, na manhã desta quinta-feira (10), o gestor detalhou o custo do empreendimento que terá cerca de 12 quilômetros de extensão e preço de pedágio aproximado de R$ 40,00.
    “O custo dessa obra está orçado em R$ 6,1 bilhões. Viadutos e túneis em salvador, o custo está orçado em R$ 230 milhões. Itaparica, duplicação da BA-001, o custo nosso é de R$ 70 milhões. Itaparica via segregada, o custo dessa via será de R$ 183 milhões. O que é uma via segregada, para o ouvinte ter uma ideia melhor, é para evitar que tenham impactos na ilha, para evitar que vá favelizar a ilha. Vamos ter uma via segregada que todo tráfego pesado que virá para Salvador, para o Porto de Aratu, Porto de Salvador, vai passar direto pelo meio da ilha sem parar. Uma carreta, um caminhão, vai ter um pátio de espera lá", disse Leão.
    O vice-governador detalhou: "Por exemplo, se o motorista quiser tomar um banho de mar na ilha em um dia de sábado, ele vai ter um local em que pode estacionar o caminhão. Não poderá ir com esse tipo de veículo para a praia". (BNews)

    Escrito por Folha de Noticias SAJ

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.