Operação da PF na Bahia e caso de Brumadinho levam instabilidade ao Ministério de Minas e Energia


    A recente operação da Polícia Federal contra servidores da Agência Nacional de Mineração (ANM) na Bahia e o rompimento da Barragem da Vale em Brumadinho, Minas Gerais, desencaderam uma crise no Ministério de Minas e Energia, em Brasília.
    Informações chegadas ao BNews apontam que o militar a Marinha, Bento Albuquerque, tem enfrentado problemas em sua gestão. Para além dos dois fatos, um episódio que se arrasta em Maceió, no estado de Alagoas, onde moradores viram solo ceder e paredes apresentarem rachaduras, elevou a temperatura na Esplanada dos Ministérios por se tratar de uma área de exploração mineral da Braskem.
    Interlocutores afirmam que a formação militar do ministro da pasta e do seu auxiliar, o contra-almirante Bueno, chefe de gabinete, tem emperrado a solução dos impasses.
    Outro problema dentro da estrutura de gestão seria a autoridade conferida pelo ministro ao chefe de gabinete, que estaria se sentindo um ministro de Estado. (BNews)

    Escrito por Folha de Noticias SAJ

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment