Central de Regulação na Bahia torna-se referência para outros estados

     Divulgação
    modelo de gestão e o software de monitoramento adotados pela Central Estadual de Regulação (CER) estão se tornando referências para outros estados. Uma comitiva da Secretaria da Saúde de Goiás conheceu, nesta sexta-feira (15), as instalações, o software utilizado, e viu de perto a construção do Centro de Comando e Controle da Saúde que será entregue no segundo semestre deste ano e abrigará a nova sede da CER. A visita ocorre duas semanas após o próprio Ministro da Saúde Henrique Mandetta também visitar a unidade.
    De acordo com o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, o aumento de eficiência no processo de regulação é resultado de uma combinação de fatores, cujo ponto principal foi o olhar diferenciado do governador Rui Costa para a área da Saúde. “Assim foi possível investir na construção e ampliação de mais de 1.000 leitos, implantar novos parques de imagem com ressonâncias e tomografias nos quatro cantos do estado, além de aplicar aproximadamente R$ 52 milhões em infraestrutura de rede, aquisição de computadores, servidores, impressoras e conectividade entre as unidades estaduais. Mais recentemente, autorizou um arrojado projeto de desospitalização, com a possibilidade de assistência domiciliar 24 horas, que já avaliou mais de 4.100 pacientes internados de longa permanência”, afirma Vilas-Boas.
    A comitiva de Goiás chefiada pelo superintendente de acesso a serviços hospitalares e ambulatoriais, Sandro Rodrigues Batista, também conheceu detalhes da nova edificação que conta com investimentos de R$ 7,7 milhões e terá três pavimentos distribuídos em mais de 2,3 mil metros quadrados. Será estabelecido um acordo de cooperação técnica entre as duas secretarias, que incluirá a cessão do software de regulação desenvolvido por técnicos da Sesab.
    Somente em 2019 a Central Estadual de Regulação atendeu mais de 40 mil solicitações e conseguiu reduzir para abaixo de mil o número de pacientes internados que aguardavam por um procedimento, sejam avaliações com especialistas, cirurgias ou exames. Na prática, isso significa que a meta de atender todas as solicitações em até 24 horas está cada vez mais próxima, visto que a capacidade diária é de, pelo menos, 500 pacientes.(Bocão News)

    Escrito por Folha de Noticias SAJ

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment