Demissão de número 2 do MEC foi condição imposta por Olavo de Carvalho para cessar críticas


    O escritor Olavo de Carvalho e o ministro da Educação, Ricardo Vélez, conversaram por telefone. Carvalho impôs a demissão do secretário-executivo da pasta, Luiz Antônio Tozi, para cessar as críticas que tem feito ao MEC.
    Nesta terça-feira (12), integrantes do governo próximos a Olavo de Carvalho voltaram a apostar na reversão do afastamento de discípulos do escritor do ministério. Eles esperam que apenas Silvio Grimaldo, que era chefe de gabinete de Vélez, saia efetivamente. A informação é da coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo. (BNews)

    Escrito por Folha de Noticias SAJ

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment