PM preso suspeito de matar Marielle Franco mora no mesmo condomínio em que Bolsonaro tem residência


    O policial militar Ronnie Lessa, 48 anos, preso nesta terça-feira (12) suspeito de matar a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes mora no mesmo condomínio em que o presidente Jair Bolsonaro possui residência na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.
    Ronnie foi preso ao lado do ex-policial militar Élcio Vieira de Queiroz, de 46 anos. De acordo com o site G1, as investigações indicam que Ronnie Lessa é o autor dos 13 disparos que mataram Marielle e Anderson. Ele estava no banco de trás do Cobalt que perseguiu o carro da vereadora.
    Segundo promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público do Rio de Janeiro, o crime foi planejado durante três meses. A investigação aponta que Ronnie fez pesquisas na internet sobre locais que a vereadora frequentava. Os investigadores sabem também que desde outubro de 2017 o policial também pesquisava a vida de Freixo.  (BNews)

    Escrito por Folha de Noticias SAJ

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment