“Eu não ia negar fogo ao meu partido”, se defende Zé Neto sobre candidatura


    A pós seu recém-aliado Carlos Geilson deixar clara a sua insatisfação pelo que classificou como “antecipação de um projeto individual”, o deputado federal Zé Neto se defendeu ao afirmar que o lançamento da sua candidatura para a prefeitura de Feira de Santana tratou-se de uma decisão coletiva do PT na cidade e que ele não iria “negar fogo” ao seu partido. 
    “Eu também comungo da mesma opinião que ele [Geilson] de que está muito cedo para se falar de candidatura, mas o partido tem sua estratégia e eu sou militante. No sábado fui convencido pelo vice-presidente da sigla na cidade Gerinaldo Costa, cuja proposta foi acatada por unanimidade e o meu nome foi lançado, até mesmo com o objetivo de estabelecer uma tática eleitoral com vistas na impossibilidade de coligação para a disputa. Ou seja, tudo isso para construir um projeto, ouvir as pessoas e eu não ia negar fogo ao meu partido”, explicou em entrevista ao apresentar José Eduardo, em entrevista à Rádio Metropóle, na manhã desta segunda-feira (15).
     
    Quanto à Geilson, que chegou a disparar que o candidato petista marchará sozinho, Zé Neto preferiu não polemizar.

    “Ele vem para somar, é da nossa base e eu não vou criar uma celeuma em cima disso. Espero que ele entenda que tratou-se de uma decisão foi coletiva do PT e que a meta é a construção de um projeto”, reafirmou. /Por: Divulgação
     

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment