Jornalista da Globo é ameaçado de morte após reportagem de carro fuzilado pelo Exército no Rio


    A pós reportagem exibida no 'Fantástico', sobre o fuzilamento de um carro no Rio de Janeiro por militares do Exército, o jornalista Carlos de Lannoy foi ameaçado de morte. O caso resultou na morte do motorista, identificado como Evaldo Rosa dos Santos, de 51 anos.
    No Instagram do repórter, um internauta escreveu: "Se você escolher falar merda e defender bandido é escolha sua. Seu merda! Se for errado paga com a vida! Mexeu com o exército, assinou sua sentença! Sua família vai pagar! Aguarde as cartas".
    "Você vai responder por essa ameaça. O que você fez não é apenas uma afirmação vergonhosa, infeliz e lamentável, mas um crime previsto em lei. Aguarde", respondeu o jornalista nos comentários. Carlos ainda usou o Twitter para se manifestar: "Minutos depois de fazer reportagem no "Show da Vida" sobre mais uma morte em blitz do exército, recebi essa ameaça no meu Instagram. Não ficará assim". /Por: Reprodução / Globo

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment