Prefeitura de Salvador suspende pagamentos ao Imegi, alvo de operação da PF


    A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) determinou que todos os pagamentos que o Instituto Médico de Gestão Integrada (Imegi) tenha a receber da prefeitura de Salvador sejam retidos para quitar dívidas da empresa com empregados e prestadores de serviços médicos. 
    O Instituto foi alvo da Operação Kepler, deflagrada em março pela Polícia Federal e pela Controladoria-Geral da União (CGU), para investigar irregularidades em contratos do Imegi com a SMS. Após a ação, o titular da pasta, Luiz Galvão, disse que a prefeitura vai rescindir os contratos. 
    De acordo com portaria publicada no Diário Oficial do Município desta quarta-feira (10), assinada pelo secretário, a retenção dos pagamentos foi motivada pela inadimplência do Imegi com funcionários e prestadores da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Paripe, do Multicentro Liberdade e do Multicentro Carlos Gomes, onde a empresa atua. A falta de pagamento foi relatada por gerentes das unidades e, segundo Galvão, implica em “acentuados riscos de descontinuidade dos serviços públicos”. /Por: Divulgação

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment