Prefeito de Jiquiriçá assina convênio com a Caixa para revitalização da Cachoeira dos Prazeres

    prefeito de Jiquiriçá, João Fernando Alves Costa, Cascalho do PRP, esteve na Caixa Econômica Federal para assinar o convênio para revitalização da Cachoeira dos Prazeres.
    Através do ministério do turismo, serão aplicados no espaço R$ 915 mil, a revitalização contemplará: Arborização – Iluminação do Acesso, Construção de Quiosques e Espaço Educativo, Sanitários  e Portal de Acesso.
    Por ordem judicial, a cachoeira foi interdita em fevereiro de 2014, nos últimos quatro anos, diversas medidas foram adotadas para que interdição fosse suspensa, inicialmente a área foi cercada, posteriormente as construções irregulares foram derrubada e todo o entulho retirado da área, por estar em território de outro município (Ubaíra), a Assembleia Legislativa do estado teve que aprovar projeto de lei transferido a área para Jiquiriçá, o que possibilitou buscar os recursos federais para as melhorias solicitadas pelo Ministério Publico.
    Manifestações de microempresários e desempregados.
    Quando a interdição ocorreu, diversas manifestações foram realizadas, principalmente por quem tinha estabelecimentos e empregos em bares e restaurantes, principais atingindo com a decisão judicial, por duas vezes a rodovia BR-420, foi interditada com queima de pneus, promovida por populares, mas não sensibilizou o MP.
    Segundo o promotor de justiça, Dr. Julimar Barreto, o projeto já foi apesentado ao MP e assim que executado a liminar cairá.
    Na alta estação a Cachoeira dos Prazeres chegava a receber seis mil turistas o que influenciava diretamente na economia local.
    Após a assinatura do convênio a prefeitura deverá abrir licitação para definir a empresa que executará a obra, nesta terça-feira (27), o prefeito dará entrevista para falar sobre a obra e em quanto tempo a população jiquiriçaense poderá visualizar o início das obras.
    Mídia Bahia

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment