Dois suspeitos de participação de assalto em balsa em Santa Cruz Cabrália são presos


    Dois acusados de participação no assalto à balsa que faz o transporte de passageiros para o distrito de Santo André, em Santa Cruz Cabrália, foram presos na sexta-feira (11). Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA), José Jackson Santos Romão, 19 anos, foi capturada na mata após ter tentado fugir de uma abordagem policial. Já Yuri Paixão Braga, conhecido como Salvador, foi preso no distrito de Mogiquiçaba.
    Ainda de acordo com a SSP-BA, José Jackson foi o primeiro a ser preso. Ele estava em companhia de Rafael Oliveira Nogueira, e cometia outro crime, desta vez às margens da BA-001, nas proximidades do Hotel Campo Formoso. O suspeito foi interceptado em uma moto por policiais da 4ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), acionados após o assalto no atracadouro.
    Após confronto, a dupla conseguiu fugir pela mata, mas José Jackson acabou ferido e detido pela manhã, após cerco montado durante toda a madrugada. Rafael Nogueira continua foragido.
    O delegado Bruno Barreto Garcia, titular da Delegacia Territorial de Santa Cruz Cabrália, afirmou que dois revólveres calibre 32 foram apresentados pelos PMs, encontrados na mata com José Jackson. Também foram recuperadas quatro motocicletas, duas roubadas no assalto à balsa e outras duas utilizadas para o ataque à embarcação, seis celulares das vítimas e R$ 610.
    Garcia ainda explicou que está trabalhando com a hipótese que os suspeitos fizessem parte de uma quadrilha que tenha orquestrado assaltos em diferentes pontos do município ao mesmo tempo. "Temos relatos de crimes cometidos no mesmo período, em outros distritos. Já temos boa parte do grupo identificado e vamos seguir com as diligências até encontrarmos toda a quadrilha”, afirmou.
    Já Yuri Paixão Braga foi preso por uma guarnição do 8º Batalhão da PM. Com ele, foi encontrado um veículo Ford EcoSport, placa FAV-2416, tomado de assalto de turistas, no mesmo dia, no distrito de Guaíu, na mesma região.
    Ainda segundo a SSP-BA, Yuri tem um mandado de prisão em aberto solicitado pela Delegacia Territorial da Canavieiras por lesão corporal grave e tortura e estava foragido do sistema prisional, onde cumpria pena de 11 anos por assaltos. Ele está custodiado na Delegacia Territorial de Belmonte, onde era procurado pela autoria de um homicídio ocorrido em outubro de 2018.
    O delegado titular de Belmonte, Wendel Ferreira Santos, explicou que outras quatro vítimas do assalto à balsa compareceram à unidade para reconhecer Yuri e todas confirmaram sua participação no crime. (BNews)

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment