Governo federal estuda ampliar terceirização para preencher vagas deixadas por aposentados



    O governo Jair Bolsonaro não pretende fazer concursos públicos para preencher vagas deixadas por servidores que estão se aposentando. De acordo com informção publicada neste domingo (17) pela Coluna do Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, o Ministério da Economia está fazendo um estudo para identificar quais áreas ainda podem ser objeto de terceirização e de trabalho temporário no setor público.
    Para atingir tal objetivo, o ministério pretende ampliar o decreto de dezembro que já aumentava essa possibilidade.
    Em 2020, a Secretaria de Desburocratização do Ministério da Economia quer concluir levantamento de quais das 309 carreiras do serviço público podem ser extintas. A tese no governo é que manter 4,2 mil cargos é insustentável. Caso as carreiras sejam realmente extintas, os servidores nelas lotadas podem ser demitidos.
    A previsão no governo federal é que em 2019 cerca de 67 mil pessoas se aposentem. Para 2020, a expectativa é de 68 mil. O número  de servidores que estão na ativa, mas que já poderiam estar aposentados é de 108 mil. ( BNews )

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment