Relator para Previdência só será escolhido após chegada de projeto dos militares


    O presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), Felipe Francischini (PSL-PR), afirmou nesta quarta-feira (13) que só escolherá o relator da proposta de reforma da Previdência após a chegada do projeto que trata das aposentadorias de militares.
    "Acho que é o mais prudente", afirmou Francischini. Segundo ele, líderes partidários expressaram o desejo de aguardar para iniciar a discussão do texto da Previdência com o projeto de lei já na Câmara, e não apenas sua votação.
    O texto sobre as Forças Armadas está previsto para chegar à Casa em 20 de março. A previsão de votação de lideranças para esta primeira etapa da reforma das regras da aposentadoria é entre os dias 22 e 29 de março.
    O tempo é curto, já que os deputados teriam apenas uma semana para analisar e votar o relatório. Depois, a proposta de emenda constitucional chegará à comissão especial.
    O governo analisa que a aprovação na CCJ é mais simples, mas que é preciso demonstrar força para chegar com boa margem à segunda fase, que tratará do mérito e deve enfrentar mais resistência de parlamentares. (Folhapress)

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment