Exclusivo: Tia Eron é exonerada da Secretaria da Mulher em Brasília


    A baiana Tia Eron (PRB) foi exonerada da Secretária da nacional de Políticas para Mulheres, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). A exoneração foi publicada neste sábado (4) no Diário Oficial da União. Eonildes Vasconcelos Carvalho, conhecida como Tia Eron, tomou posse no dia 1° de março deste ano, após não se reeleger como deputada federal. Ela era cota do PRB, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro. A justificativa da pasta foi falta de produtividade.  
    Conforme apuração do Bnews, a secretaria de Tia Eron executou uma média de 18 ações em dois meses, desde que assumiu a pasta. 
    O dado, no entanto, vai contra o argumento do Ministério da Mulher, que alegou, improdutividade.  Fontes próximas a ex-secretária dão conta que o motivo da exoneração foi justamente a produtividade da secretaria que estava se sobrepondo ao Ministério da Mulher. 

    A disputa de espaço e visibilidade foi ponto chave para ocorrer uma briga interna, que culminou na demissão da titular da pasta. 
    Na noite desta sexta (3), o BNews publicou o “fogo amigo” que estava ocorrendo na secretaria. Na ocasião, a assessoria da Secretaria de Políticas para as Mulheres enviou à reportagem lista com ações realizadas ao longo dos quatro meses iniciais de atuação, dentre eles, a Campanha de Carnaval " Meu Corpo Não É Sua Fantasia“, que também aconteceu em Salvador e o programa “Brasil Viver sem Violência Doméstica”. 
    A reportagem selecionou alguns dos itens enviados: 
    O programa Brasil Viver sem Violência Doméstica
    Capacitação para Ronda/ Patrulha Maria da Penha, realizado pela Major Denice Santiago, da Ronda Maria da Penha da PM/BA, para atuação das mesmas no período do carnaval, visando a orientação e a segurança das mulheres que sofrem situação de violência no período momesco.
    Campanha de Carnaval " Meu Corpo Não É Sua Fantasia“, idealizado pela Comissão de Defesa dos Direitos das Mulheres da Câmara Municipal de Salvador, o projeto visa promover a orientação e a segurança das mulheres que sofrerem violência durante o período de Carnaval em diversos estados do país. 
    Acordo de cooperação técnica para fortalecer as políticas públicas de combate à violência doméstica e familiar, entre a Ministério da Justiça e Segurança Pública e o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, que será executado pelos órgãos da Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e Secretaria Nacional de Politicas para as Mulheres (SNPM), dos respectivos ministérios.
    Lançamento do aplicativo de celular ‘Botão da Vida’, desenvolvido pelo governo do estado do Acre, por meio da Secretaria de Indústria, Ciência e Tecnologia (Seict) e do Instituto de Assistência e Inclusão Social (Iais), e pela Coordenação de Politica para as Mulheres do Estado. /Por: Divulgação
     

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment