Solla quer que governo Bolsonaro divulgue "critérios técnicos" para devolução de 24 caminhonetes


    O Ministério da Saúde requisitou à Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) a devolução de 24 das 61 caminhonetes novas que foram cedidas ao estado em janeiro deste ano para ajudar no combate à dengue. O recolhimento dos novos veículos foi informado pelo coordenador-geral do Núcleo Estadual da Bahia do Ministério da Saúde (MS/SE/CGNE/BA), Glauber Almeida do Nascimento Silva, que divulgou nota sobre o caso. 
    O deputado federal Jorge Solla (PT) informou ao BNews que apresentou, nesta sexta-feira (3), um Requerimento de Informações para que o governo divulgue os novos “critérios técnicos” e cálculos que justifiquem esse corte. Conforme a Portaria 476/19, assinada pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, estes cálculos levaram em consideração, entre outras coisas, a incidência de casos de 2014 a 2018. 
    Segundo Solla, a Bahia hoje tem 104 cidades em alerta, com risco de surto de dengue, chikungunya e zika. “Sabemos a perseguição do atual governo com o Nordeste como um todo e a Bahia, em especial. É preciso que fique claro porque esse corte, diante o atual cenário de infestação. Se não tiver justificado tecnicamente, vamos lutar para anular essa portaria, porque é ilegal, conforme a Lei 4.717/65”.
    Em janeiro, foram entregues à Bahia 61 caminhonetes L200 – 8 ficariam com a Sesab, 53 estavam previstas para serem entregues para 50 municípios entre 1º e 8 de fevereiro. Esse processo foi suspenso, de acordo com o parlamentar. Com a redefinição, a Bahia passou a ter direito a 37 caminhonetes – 2 para a Sesab e 35 para municípios. /Por: Divulgação

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment