Alexandre Frota é acusado de usar ex-motorista como laranja em empresas


    O deputado federal pelo PSL, Alexandre Frota, está sendo acusado de usar ex-motorista como laranja. A acusação partiu da própria vítima, Marcelo Ricardo Silva, que afirmou em depoimento ao Ministério Público de São Paulo, ter assumido a titularidade de duas empresas a pedido do parlamentar, que teria lhe prometido compensações.
    Segundo informações divulgadas pela Folha de S. Paulo, o motorista também afirmou que era orientado pelo deputado para realizar pagamentos de terceiros e repasse à esposa de Frota.
    Já em entrevista ao jornal, Silva fez novas acusações ao afirmar que trabalhou na campanha eleitoral do parlamentar e que recebeu pagamento de empresários amigos do deputado com recursos não declarados à Justiça Eleitoral. O ex-motorista chegou a ser lotado no gabinete do político por cerca de 20 dias em fevereiro e exonerado no final do mês.
    Procurado pela reportagem, Frota afirmou que a suposta vítima tem "práticas de ameaças e extorsão" e negou as irregularidades apontadas. "Dessas condutas criminosas, em março de 2019, o deputado lavrou um boletim de
    ocorrência na Polícia Civil de Cotia (SP) e uma representação perante a Polícia
    Legislativa da Câmara dos Deputados (razão porque o mesmo está proibido de lá adentrar)", respondeu o parlamentar, em nota.
    Por: Reprodução / Instagram

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment