"Imparcialidade na Lava Jato é confirmada por muitos fatos", diz Dallagnol


    O procurador do MPF, Deltan Dallagnol, negou em vídeo publicado nas redes sociais que faça parte de um conluio dos procuradores com Sergio Moro e disse que o vazamento de suas mensagens com o ex-juiz é parte de um ataque contra a Lava Jato.
    “É normal que procuradores e advogados conversem com o juiz, mesmo sem a presença da outra parte. O que precisa se verificar é se nessas conversas existiu conluio ou quebra de imparcialidade. A imparcialidade na Lava Jato é confirmada por muitos fatos. Centenas de pedidos feitos pelo Ministério Público foram negados pela Justiça. 54 pessoas acusadas foram absolvidas pelo ex-juiz Sergio Moro”, afirmou.
    Sobre o caso do triplex, disse que as provas eram robustas, “tanto que 9 julgadores de três instâncias diferentes concordaram com a robustez das provas e condenaram o ex-presidente Lula”.
    Deltan também reforçou a ideia que os ataques foram originados de uma ação criminosa de um hacker, que será investigado. “Nós da Lava Jato nunca caminhamos com a lógica de que os fins justificam os meios. Essas acusações feitas não procedem e a origem delas está ligado ao ataque criminoso realizado. Lamentamos profundamente por isso. Vamos ouvir as críticas feitas pela sociedade e aperfeiçoar nossa atuação”. Por: Reprodução

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment