Pai de Neymar agradece, mas recusa projeto com nome do filho


    A pós o deputado federal Carlos Jordy (PSL-RJ) protocolar, nesta quinta-feira (06), um projeto de lei batizado por internautas de "Lei Neymar da Penha", o pai do jogador usou as redes sociais para agradecer o apoio, mas recusou um projeto com o nome do filho: "Agradecemos imensamente o apoio de todos e compreendemos a boa intenção da iniciativa de projeto de lei. Mas, a única coisa que queremos nesse momento é justiça. Ver uma lei ser feita em nome do meu filho, por conta desse lamentável episódio, não me deixa nada feliz", escreveu.
    Neymar pai ainda afirmou que entende a importância de leis que protegem as pessoas de acusações indevidas, mas "isso não pode ser confundido com o caso do meu filho".
    "A única coisa que queremos, no momento, é provar a verdade desse caso, a inocência dele. Se um dia for feita uma lei em seu nome, que seja pela valorização do esporte, pois o futebol é o que move sua vida e a razão pela qual ele é conhecido", concluiu o pai.
    Se a matéria do deputado for aprovada, pessoas que fizerem acusações mentirosas sobre crime de estupro, por exemplo, poderão ter a pena aumentada em até um terço. O projeto foi proposto dentro do contexto da suposta agressão sexual que Neymar teria cometido contra a modelo Najila Trindade. /Por: Reprodução/Instagram

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment