Reforma da Previdência: Alteração no abono salarial pode custar R$ 80 bilhões


    A mudança no abono salarial dentro da reforma da Previdência poderá fazer a economia cair quase pela metade se os ajustes foram implementados pelo relator da proposta, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP). O parlamentar quer restringir o pagamento do benefício a quem ganha até 1,4 salário mínimo (R$ 1.397,20). Isto diminuiria em cerca de R$ 80 bilhões o impacto da medida, segundo o Estadão/Broadcast.
    No valor de um salário mínimo por ano, o abono salarial funciona como um auxílio aos trabalhadores que recebem até dois salários mínimos por mês.
    A proposta original do governo pagaria o benefício apenas a quem recebe até um salário mínimo por mês. Assim o governo poderia economizar R$ 169,4 bilhões em dez anos. Esse valor equivale a mais de 10% da economia total com a reforma, prevista em R$ 1,2 trilhão.
    Moreira deve apresentar esta semana o texto com a mudança nessa regra, a fim de chegar a um consenso com a oposição. Ele também deve rever outros pontos propostos pelo governo, como a não-vinculação de pensões por morte ao salário mínimo e a porcentagem na cobrança da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) para os bancos. Agência Brasil
     

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment