Mulher tem imagens íntimas divulgadas em grupo de aplicativo de conversas e três pessoas são indiciadas pelo crime


    Três pessoas vão responder pelo crime de divulgação de cena de sexo, após a conclusão de inquérito, na cidade de Novo Horizonte, na quinta-feira (4). A averiguação apurava a divulgação de fotos íntimas de uma mulher, da localidade, sem autorização da vítima.
    De acordo com o delegado Paulo Henrique de Oliveira, da Delegacia Territorial (DT) de Novo Horizonte, as imagens foram disseminadas por meio de um aplicativo de troca de mensagens e teve como origem um grupo denominado “Miguinhos”, onde participavam cerca de 25 pessoas. "Todos os integrantes do grupo foram investigados até que chegamos aos responsáveis pela divulgação das imagens. Consegui ter acesso aos números que estavam no grupo, através dos dados, fui entrando em contato, um por um do grupo e os suspeitos entregaram quem começou a compartilhar as imagens", pontua.
    Os acusados V. N. S.  e J. M. dos S. vão responder pelo crime no artigo 218-C, do Código Penal, já em relação ao adolescente foi instaurado boletim de ocorrência circunstanciado. O processo segue em segredo de Justiça.
    Ainda de acordo com o delegado Paulo Henrique de Oliveira, a pena de prisão, nesse caso é até cinco anos e já esse tipo de crime praticado por pessoa que mantém ou tenha mantido relação de afeto com a vítima, a pena de prisão pode chegar a oito anos e três meses.  Por: Divulgação/Paulo Henrique de Oliveira 

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment