Presidente da OAB defende garantias legais de Flávio Bolsonaro em caso do Coaf

    Reprodução
    Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-BA), Felipe Santa Cruz defendeu as garantias legais do senador Flávio Bolsonaro (PSL) no episódio das apurações do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).
    “Não é porque a família Bolsonaro já deu declarações preocupantes e contraditórias sobre a democracia que ela não mereça ser protegida pelas instituições democráticas”, disse em entrevista à Coluna do jornal O Estado de São Paulo.
    A decisão de Toffoli também interfere no andamento de inquéritos e procedimentos de investigação criminais (PIC's) em tramitação no Ministério Público Federal (MPF) e Ministérios Públicos Estaduais que tiveram suas origens em provas fornecidas pelo Fisco e pelo Coaf sem autorização judicial.
    Atualmente, o Coaf tem autonomia para acionar o Ministério Público e repassar informações sem a autorização prévia de um juiz. O Supremo analisará o tema em julgamento marcado para 21 de novembro. Também de acordo com a publicação, Santa Cruz defendeu regras claras para o uso dessas informações.
    Para ele, é importante que o Coaf não se transforme em uma "arma contra a população". “Que bom a família Bolsonaro ter confiado no STF para garantir seus direitos”, disse. O presidente da OAB ainda avaliou que se faz necessário rever o Código de Processo Civil para impedir excessos sob a alegação de que é necessário combater a corrupção.(BNews)

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment