Promotor do Grupo de Combate ao Crime Organizado é denunciado por assédio


    Uma assessora do Conselho Superior do Ministério Público do Paraná fez uma denúncia de assédio sexual contra o coordenador geral do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) no estado, Leonir Batisti. A informação é da colunista Mônica Bergamo, da Folha.
    De acordo com a colunista, a mulher afirmou na Delegacia da Mulher que foi assediada no trabalho e que Batisti “a beliscou na lateral do seu corpo”.
    O promotor foi o responsável pela primeira prisão do ex-governador do Paraná Beto Richa. Ele não comenta as acusações. O MP afirma que o caso está sendo investigado e que está sob sigilo. O Conpresp, órgão municipal de patrimônio, manteve a decisão de retirada dos 28 mastros com bandeiras nacionais que foram instalados sem sua anuência na avenida Brasil, em SP, que está em área tombada.  Por: Paraná Online 

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment