Bolsonaro afirma que ‘não é desarmando o povo’ que se evita ataques como os ocorridos nos EUA

    Arquivo/ Agência Brasil
    presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse, neste domingo (4), que não é “desarmando o povo” que se evita ataques a tiros como os que aconteceram neste final de semana nos Estados Unidos. Os dois massacres deixaram 29 mortos e 52 feridos, a maior parte em estado grave.
    O primeiro aconteceu na tarde de sábado (3), quando um atirador assassinou 20 pessoas em El Paso, no Texas, e foi preso pela polícia. O segundo ataque ocorreu na madrugada deste domingo e vitimou nove pessoas na cidade de Dayton, Ohio. O criminoso foi morto pela polícia.
    Em Brasília, Bolsonaro foi questionado sobre os assassinatos em massa e respondeu que lamentava os episódios: "Lamento, já aconteceu no Brasil também. Lamento. Agora, não é desarmando o povo que você vai evitar isso aí. O Brasil é, no papel, extremamente desarmado e já aconteceu coisa semelhante aqui no Brasil”.
    A polícia norte-americana ainda não sabe as motivações dos dois assassinos. Em El Paso, o atirador é um homem de 21 anos e teria postado um manifesto racista horas antes do ataque. Ainda não há detalhes sobre o atirador de Dayton. Ele teria agido sozinho.presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse, neste domingo (4), que não é “desarmando o povo” que se evita ataques a tiros como os que aconteceram neste final de semana nos Estados Unidos. Os dois massacres deixaram 29 mortos e 52 feridos, a maior parte em estado grave.
    O primeiro aconteceu na tarde de sábado (3), quando um atirador assassinou 20 pessoas em El Paso, no Texas, e foi preso pela polícia. O segundo ataque ocorreu na madrugada deste domingo e vitimou nove pessoas na cidade de Dayton, Ohio. O criminoso foi morto pela polícia.
    Em Brasília, Bolsonaro foi questionado sobre os assassinatos em massa e respondeu que lamentava os episódios: "Lamento, já aconteceu no Brasil também. Lamento. Agora, não é desarmando o povo que você vai evitar isso aí. O Brasil é, no papel, extremamente desarmado e já aconteceu coisa semelhante aqui no Brasil”.
    A polícia norte-americana ainda não sabe as motivações dos dois assassinos. Em El Paso, o atirador é um homem de 21 anos e teria postado um manifesto racista horas antes do ataque. Ainda não há detalhes sobre o atirador de Dayton. Ele teria agido sozinho.(BNews)

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment