Irmão de desembargadora também é alvo de operação Injusta Causa da PF


    O irmão da desembargadora Maria Adna Aguiar também foi da operação Injusta Causa da Polícia Federal, desencadeada nesta quarta-feira (11), em Salvador. As investigações do Ministério Público Federal (MPF) apontam a existência da atuação de um grupo de juízes do Tribunal Regional do Trabalho da Quinta Região (TRT5). Os desembargadores Norberto Frerichs, Pires Ribeiro, Esequias Oliveira e Maria Adna foram alvos da operação.
    Além das casas dos desembargadores, policiais federais estiveram na residência de Henrique Aguiar, irmão da ex-presidente do TRT5, e do advogado João Gonçalves Franco Filho, ex-assessor da desembargadora.
    Segundo fontes do BNews, Henrique tentou se livrar de documentos e telefone celular, jogando os objetos pela janela.
    O BNews apurou que a Operação Injusta Causa é fruto de uma Reclamação Disciplinar feita contra seis desembargadores baianos na Corregedoria Nacional de Justiça. O procedimento, de caráter administrativo, que tem como investigados os desembargadores Maria Adna Aguiar do Nascimento, Esequias Pereira de Oliveira, Washington Gutemberg Pires Ribeiro, Thiago Barbosa de Andrade, Maria das Graças Oliva Bonnes e Norberto Frerichs, deu origem a uma ação que tramita em segredo no Superior Tribunal de Justiça. /
    redes sociais 

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment