Idoso morre esperando julgamento e advogadas ironizam ministra do STF: “Parabéns pela demora”


    Um idoso de 80 anos, que aguardava uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), morreu no mês passado sem ter o pleito atendido.
    O idoso era servidor aposentado da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), no Rio Grande do Sul, e tentava há 11 anos um reajuste de 28,86% na aposentadoria.
    Em uma carta enviada à ministra Rosa Weber, as advogadas Lílian Velleda Soares e Maria Emília Valli ironizaram a demora do STF: "Parabéns, ministra, pela demora. Informamos também que as pompas fúnebres foram singelas, sem as lagostas e os vinhos finos que nossos impostos suportam", diz um trecho da carta.
    A ministra ainda não se pronunciou sobre o caso. /Por: Agência Brasil 
     

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment