Mãe é condenada após fingir que filho tinha doença e submeter criança a 13 cirurgias

    Uma mãe foi condenada a seis anos de prisão por ter fingido durante oito anos que seu filho era doente e submeter a criança a pelo menos 13 cirurgias desnecessárias. Kaylene Bowen-Wright, de 36 anos, foi presa e admitiu o crime em 2017, após ter sido denunciada por médicos que perceberam que o filho dela, Christopher, poderia estar sofrendo abuso médico por parte da mãe. 


    Foto: Reprodução
    Kaylene passou oito anos dizendo a todos que o filho tinha câncer, distrofia muscular, problemas cardíacos e convulsões. Além de ser privada de viver a infância como uma criança comum, o menino era alimentada por sondas, contraiu sepse ao menos seis vezes e desenvolveu coágulos sanguíneos.
    A mãe foi diagnostica com síndrome de Münchhausen por procuração, quando alguém simula sinais e sintomas em uma criança para atrair atenção para si. A criança atualmente tem 10 anos e vive com o pai, Ryan Crawford. No tribunal, ele disse que hoje o filho tenta viver uma vida normal, após mais de 300 visitas a hospitais nos primeiros anos de vida. Segundo ele, o menino adora joga futebol e cantar no coral. /Agência O Globo

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment