Obras Sociais Irmã Dulce relatam denúncias sobre falsas arrecadações de dinheiro em nome da instituição em Salvador

    As Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) divulgaram nesta terça-feira (8) que receberam denúncias sobre falsas arrecadações de dinheiro em nome da instituição em Salvador.
    As denúncias, feitas à Osid por meio da central de atendimento e também através das redes sociais, dão conta de que pessoas estariam indo em algumas casas da cidade solicitando doações dos moradores, prática que não é feita pelos funcionários da instituição.
    “Gostaria que vocês falassem sobre as pessoas de má fé que estão usando essa devoção para saírem pedindo doações para as obras de Irmã Dulce. Estiveram aqui na minha casa hoje. Realmente existe essa situação mesmo? Vocês estão pedindo doações de casa em casa? Se isso não existe, seria bom vocês postarem nas redes sociais e também na TV sobre esse assunto”, postou uma internauta em uma rede social.
    A assessora de marketing da Osid, Mariana Pimentel, destaca que isso é um golpe. As pessoas responsáveis podem responder pelo crime de estelionato.
    “Através da nossa central de doações, nós recebemos ligações anônimas de pessoas que disseram ter sido abordadas na sua residência com a pessoa dizendo estar autorizada a pedir doação, dizendo que era mobilização em prol das Obras Sociais. A gente quer alertar a população para não fazer contribuição através dessas pessoas que estão fazendo ação de bater em porta em porta. Isso não é atividade da nossa instituição”, destacou.
    Mariana ainda faz um alerta que para quem quiser ajudar a Osid, e orienta que, em caso de dúvidas, as pessoas podem ligar para a Central de Relacionamento, por meio do telefone (71) 3316-8899.
    “Nós temos uma central de relacionamento com o doador, temos 10 operadoras de telemarketing disponíveis para dar todas as orientações de como contribuir para a instituição. Mas jamais batendo de porta em porta. Ninguém tem essa autorização. Portanto, fica esse alerta. Na central, temos pessoas capacitadas para direcionar para todas as formas de doação, seja doação em gêneros alimentícios, fralda, material de limpeza, material de higiene, doação de imóvel, de bens, inventários. Tem tanta possibilidade de contribuir com a Obra”, pontua.
    Mariana diz, também, que no verso do ingresso para acesso à Arena Fonte Nova no dia 20 de outubro, quando ocorre em Salvador a primeira missa após a canonização de Irmã Dulce, também tem orientações de como doar de forma correta para as obras sociais.

    Doações

    As pessoas interessadas em ajudar as Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), em Salvador, também podem atuar como voluntários ou doar algum quantia para as obras que abrigam um dos maiores complexos de saúde 100% SUS do país, com cerca de 3,5 milhões de atendimentos ambulatoriais por ano, na Bahia, a usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment