Polícia cumpre mandados de prisão de investigados pela morte de Marielle Franco


    A Polícia Civil do Rio de Janeiro cumpre, nesta quinta-feira (3), quatro mandados de prisão relacionados à investigação sobre a morte da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes, em março de 2018.
    Os mandados foram expedidos contra pessoas ligadas ao sargento reformado da PM Ronnie Lessa, entre elas a mulher dele, Elaine de Figueiredo Lessa, e o irmão dela, Bruno Figueiredo, além de dois supostos cúmplices do policial.
    A operação, que foi chamada de "Submersus", ainda cumpre 20 mandados de busca e apreensão. De acordo com a Polícia Civil, a quadrilha teria ocultado armas usadas pelo grupo de Ronnie, entre elas a submetralhadora HK MP5, usada para matar Marielle e Anderson.
    As investigações ainda apontam que, em março deste ano, dois dias depois das prisões de Ronnie e do ex-policial Élcio de Queiroz, outro acusado dos homicídios, o grupo teria jogado as armas no mar, na altura da Barra da Tijuca.
    Marielle Franco, eleita vereadora no Rio em 2016, foi assassinada na noite do dia 14 de março de 2018 quando voltava de um debate com mulheres negras na Lapa, no centro do Rio de Janeiro. O veículo onde ela estava com o motorista foi atacado a tiros, levando os dois à morte.  /Agência Brasil

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment