Almadina: Eleitor de 101 anos faz biometria e quer votar na eleição deste ano


    A pós ouvir um anúncio da realização da biometria na cidade, Américo Marques Souza, nascido em 18 de novembro de 1918, foi até o posto de atendimento eleitoral de Almadina, interior do estado, para fazer seu cadastro biométrico. Embora o voto seja facultativo para ele – segundo a Constituição Federal (artigo 14, inciso II, parágrafo 1º) – Américo fez questão de exercer a cidadania para valer sua vontade na urna.
    “Tô com 101 anos e consigo dar um voto pelo meu Brasil, não posso esquecer”, diz orgulhoso.
    O eleitor com mais de 70 anos de idade, que quer continuar a votar – assim como Américo – deve fazer a biometria no município que esteja realizando o cadastramento obrigatório. Eleitores nessa faixa etária que não participarem do procedimento terão o título cancelado e não estarão aptos ao exercício do voto.
    No entanto, por serem eleitores facultativos, essas pessoas não sofrerão restrições na vida civil, a exemplo da suspensão do CPF e/ou passaporte, impossibilidade de obter empréstimos, e dificuldades para recebimento de aposentadorias ou benefícios federais.
    Em Almadina – Américo está nesta conta – há 566 eleitores (de um total de cinco mil), com mais de 70 anos aptos a votar.  Na Bahia, o número de cidadãos nessa faixa etária é 735 mil. Já em Salvador, a população eleitoral acima dos 70 anos é de quase 80 mil. /Por: Reprodução / TRE 

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment