Advogada com Covid-19 é denunciada pelo Ministério Público após tossir na porta de vizinhas


    O Ministério Público do Paraná entrou com representação contra a advogada Andrezza Cecília Mantovani Buss, conhecida nas redes sociais como "Japa Mantovani", atuando como influenciadora digital e apresentadora de TV.
    Em um vídeo que viralizou no WhatsApp, ela afirmou que foi diagnosticada com Covid-19 e suas vizinhas estão "pirando" porque ela usou o elevador para pegar comida. "Elas não sabem que eu passei de trinco em trinco dando uma tossidinha na porta da casa delas para largar mão de serem idiotas e fofoqueiras", contou.
    Na representação, o MP declarou que a advogada dispõe de mais de 80 mil seguidores nas redes sociais e tem "indiscutível poder de influenciar as massas". O texto ainda destacou que, mesmo que seja apenas uma brincadeira de mau gosto, no contexto de pânico vivenciado pela sociedade, o comentário "pode provocar reações indesejadas ou criar uma situação de pavor".
    "O uso inadequado das mídias sociais, em tempos normais, já constitui um problema, mas agora é algo impensável, com imensa capacidade de atormentar terceiros e gerar reações desproporcionais em tempos de pandemia do novo coronavírus sendo a primeira potencial reação, a disseminação de comportamentos de mesma natureza, por conta principalmente do poder de influência da indigitada, o famigerado efeito manada", diz trecho da representação.
    Entre os pedidos do Ministério Público estão o levantamento dos antecedentes criminais de "Japa Mantovani" e uma audiência preliminar para oferecimento de transação penal (uma espécie de acordo para desafogar a Justiça).
    Os promotores também propuseram a retratação dela nas redes sociais e multa de um salário mínimo destinada à Secretaria Municipal de Saúde de Cascavel, no oeste do Paraná. /Por: Reprodução/Redes Sociais
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment