Após chamar coronavírus de "gripezinha", Roberto Justus posta vídeo e dispara: "a economia tem que rodar"


    Depois de ter um áudio vazado onde repreende o apresentador Marcos Mion acerta de informações sobre o coronavírus e chama a doença de "gripezinha", Roberto Justus resolveu postar um vídeo nas redes sociais tentando esclarecer o caso. Justus não volta atrás sobre o que disse, e inclusive traz argumentos para reforçar sua tese de que imprensa e governantes estão fazendo um alarde exagerado quando o assunto é a proliferação do novo coronavírus. 
    "Você sabe que muita gente se mata por problemas econômicos. Tem a tristeza de a pessoa não poder alimentar seus filhos. Tem gente que morre de fome", disse o apresentador e ampreário. Justus defendeu cuidados para os grupos de risco e disse que "não justifica uma ação tão exacerbada que vai destruir o país". Ao final do vídeo, Justus diz que é compreensível que as medidas adotadas pelos governos estaduais para combater o coronavírus durem até 30 dias, mas que depois disso "as crianças têm que voltar pra escola, a economia tem que rodar". Confira a declaração na íntegra abaixo:  /Por: Divulgação

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment