Cristovam Buarque diz que Bolsonaro cometeu “burrice genocida” ao encerrar contrato com cubanos do Mais Médico


    O senador Cristovam Buarque (PPS) disparou contra o presidente Jair Bolsonaro, ao compartilhar nesta terça-feira (24), no Twitter, um vídeo de médicos cubanos na Itália, para ajudar no combate ao novo coronavírus.
    O ex-ministro da Educação disse que Bolsonaro cometeu uma “burrice genocida” ao decidir pôr fim ao programa Mais Médicos, que segundo ele era o que havia de melhor no governo Dilma Roussef (PT).
    O vídeo mostra que cerca de 50 profissionais, entre médicos e enfermeiros, chegaram à região mais afetada da Itália, a Lombardia. O país supera a marca de 5.400 mortos pela doença.
    Uma das primeiras ações do governo Bolsonaro foi o encerramento do programa Mais Médicos, criado para levar o atendimento e principalmente o cuidado da saúde básica à comunidades carentes do Brasil, em regiões de difícil acesso e que o Governo tinha dificuldade de preencher as vagas.
    Já no fim do ano passado, Bolsonaro sancionou uma lei para criar projeto substituto ao Mais Médicos, o “Médicos pelo Brasil”.  Ele também sancionou nova legislação sobre o Revalida. /Agência Brasil

    Escrito por folha

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment