Justiça do Rio intima Twitter a mostrar histórico da Secretaria de Comunicação da Presidência


    A Justiça Federal no Rio de Janeiro intimou o Twitter a apresentar o histórico de acesso e os registros de postagem do perfil da Secretaria de Comunicação da Presidência da República na rede social de quinta-feira e sexta-feira passadas. Conforme o colunista Lauro Jardim, do O Globo, o juiz Alberto Júnior, da 10ª Vara Federal, também requereu o histórico de mensagens apagadas.
    A medida foi determinada depois de a campanha “O Brasil não pode parar” ter sido proibida de ser veiculada. Após a decisão, a Secom apagou os posts das redes sociais.  A campanha, produzida pelo Governo Federal, incentiva o descumprimento do isolamento social e foi condenada por especialistas e autoridades que combatem o coronavírus. O Covid 19 já matou mais de 19 mil pessoas em todo o mundo. 
    O Twitter tem cinco dias para apresentar os documentos. Caso contrário, haverá a expedição de um mandado de busca e apreensão a ser cumprido pela PF. /Por: Olhar Digital 
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment