Comprados no exterior, 500 respiradores ainda não chegaram para equipar leitos de UTI na Bahia


    O governador da Bahia, Rui Costa (PT) comentou em entrevista à TV Bahia, nesta terça-feira (5) sobre as dificuldades que vem tendo em adquirir respiradores para auxiliar no tratamento de casos graves do novo coronavírus. 
    O petista estimou que faltam chegar no Estado ainda "em torno de 500 respiradores”, para que haja condição de equipar os 1300 leitos destinados a pacientes com Covid-19, com base na projeção da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) para o pico de casos no mês de maio.
    Rui contou que respiradores de outras áreas que estão atualmente com menor demanda, estão sendo realocados para os pacientes que estão com o novo coronavírus. O governador afirmou ainda que foram feitas diversas compras de respiradores com diferentes fornecedores ao redor do mundo, mas os prazos não estão sendo cumpridos mesmo com a "existência de cláusulas contratuais de multas".
    O petista, que voltou alegar que outras nações pagam mais para furarem a fila pela compra dos aparelhos, disse que espera para que na próxima semana ao menos um dos lotes de respirados cheguem ao estado.
    Após externar as preocupações, Rui voltou a apelar para que a população fique em casa. "Por isso q a gente pede a população que fique em casa e se sair vá de máscara, para fazer qualquer atividade, é preciso que entendam a gravidade do problema. Não queremos ver a Bahia vivendo o mesmo drama que o Pará vive, que o Amazonas vive", declarou o petista. /Por: Reprodução/Redes Sociais
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment