Secretário diz que mil pessoas ficaram desabrigadas após inundação em Cardeal da Silva: “Lembra Brumadinho”



    Cerca de mil pessoas ficaram desabrigadas após uma forte chuva inundar a cidade de Cardeal da Silva nesta quinta-feira (21). Procurado pelo BNews ex-prefeito e atual secretário de Infraestutura, Hermano Oliveira, afirmou que nunca viu nada parecido nos últimos 45 ano. Segundo ele, as cenas presenciadas e gravadas pela população lembram  a tragédia do rompimento da barragem de Brumadinho, em janeiro do ano passado.
    “Os especialistas dizem que tem 80 anos que não chove tanto quanto agora […] tivemos duas enchentes dessa magnitude, em 1981 e em 2004”, relata Hermano.
    As famílias que tiveram as casas inundadas foram transportadas para a sede da Prefeitura em ônibus e caminhões durante a madrugada. Elas estão sendo abrigadas nas escolas municipais, mas, segundo o secretário, quando a situação normalizar poderão voltar para as suas casas. Hermano garante que todos estão recebendo alimentação e que o nível do rio segue sendo monitorado.
    Apesar do estrago causado, a previsão é de que chova mais ainda na cidade amanhã. Segundo o secretário, hoje o nível de precipitação foi de 30mm, e nesta sexta-feira (22) tudo indica que este número chegue a 50mm.
    Segundo o secretário, por estar situado em uma planície, o município de Cardeal da Silva recebeu toda a água proveniente das cabeceiras do rio Subaúma.
    Questionado sobre as obras de infraestrutura que poderiam minimizar os danos causados pela chuva, o ex-prefeito afirmou que a mais recente intervenção foi feita há dois meses com a construção de um canal.
    O BNews procurou o registro de obras ou serviços de engenharia no Portal da Cidadania do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), feitas na cidade nos últimos três anos, mas não conseguiu localizar nenhuma.
    De acordo com informações constadas no portal, a receita total do município no ano de 2019, somados os repasses do Governo Federal, foi de R$ 47,6 milhões. Ao todo a Prefeitura gastou R$ 3,9 milhões com a área de saúde e R$ 9,7 milhões com a educação.  / Por: Reprodução/Prefeitura  Por: Luiz Felipe Fernandez
    Veja os vídeos abaixo:
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment