Casa de Bolsonaro é alvo de busca e apreensão em operação das “rachadinhas”


    Uma das casas que constam na relação de imóveis apresentada por Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral foi um dos endereços alvo de mandado de busca e apreensão da Polícia Civil de São Paulo. A ação ocorre no mesmo dia em que o ex-assessor do filho do Presidente, Fabrício Queiroz, foi preso no interior de São Paulo. 
    Além da prisão, policiais civis e promotores fazem busca e apreensão no imóvel em que Queiroz foi encontrado e em outros endereços de investigações no Rio de Janeiro. O ex-assessor de Flávio deve ser transferido para o Rio de Janeiro ainda nesta quinta-feira. A Operação Anjo é coordenada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro.
    Contra outros suspeitos de participação no esquema da "rachadinha", o MP-RJ obteve na Justiça a decretação de medidas cautelares que incluem busca e apreensão, afastamento da função pública, o comparecimento mensal em juízo e a proibição de contato com testemunhas. São eles o servidor da Asssembleia Matheus Azeredo Coutinho, os ex-funcionários Luiza Paes Souza e Alessandra Esteve Marins e o advogado Luis Gustavo Botto Maia. /Por: Secom/PR
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment