Consumidores fazem fila na reabertura do comércio de São Paulo


    A reabertura do comércio em São Paulo, nesta quarta-feira (10), levou milhares de pessoas às ruas. O horário de funcionamento foi reduzido, das 11 às 15h. O ponto de maior concentração foi a região da 25 de março. Havia filas nas portas lojas e ambulantes voltaram a trabalhar nas calçadas. Pequenos lojistas trabalharam, inclusive, na reposição de estoques.
    No maior centro comercial a céu aberto do Brasil mais de 400 mil pessoas circulam por dia. Apesar do movimento depois de quase três meses de portas fechadas não chegar perto desse número, a expectativa dos varejistas foi atendida. Em um armarinho que comercializa de material escolar a artigos esportivos, mais de 500 consumidores pegaram fichas. A entrada é controlada.
    O retorno às atividades denotou certo clima de fim de pandemia. O uso de máscara era generalizado e comerciantes pediam distanciamento nas filas. Alguns deles até mediam a temperatura, o que não evitou aglomerações.
    Para 2020, a estimativa da Fecomércio-SP é de queda de 11% no faturamento do varejo paulistano, cerca de R$ 208 bilhões contra os R$ 234 bilhões registrados no ano passado. A perda até 9 de junho foi de quase R$ 17 bilhões, um prejuízo diário de cerca de R$ 220 milhões, 30% do total das vendas esperadas por dia. /Por: Redação BNews 
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment