Economia brasileira deve recuar 6,51% em 2020, diz Boletim Focus


    Um reflexo aos impactos provocados pela pandemia da Covid-19 e o aumento de casos da doença no Brasil, o Boletim Focus divulgado pelo Banco Central nesta segunda-feira (15) aponta que o mercado espera uma contração ainda maior para o Produto Interno Bruto (PIB) deste ano, de 6,51%.
    O documento é produzido com base em consulta realizada com mais de 100 representantes do mercado financeiro do País, e tem periodicidade semanal. Este é o 18ª boletim consecutivo em que as expectativas para o PIB e inflação são reduzidos.
    As informações são do site Valor Investe. Na semana passada, os economistas consultados pelo Banco Central projetavam uma retração de 6,48% na economia brasileira para 2020. Para 2021, o relatório manteve a projeção do PIB para 3,50%.
    Já a taxa básica de juros teve a projeção mantida pelo mercado para este ano, em 2,25% ao ano. Para 2021, os economistas esperam que a Selic fique em 3% ao ano, ante estimativa de 3,50% na semana passada.
    As previsões para a inflação, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), subiu de 1,53% para 1,60% em 2020. Para o ano que vem, o Boletim revela uma projeção de 3%. A meta de inflação a ser perseguida pelo BC é de 4% em 2020, 3,75% em 2021 e 3,50% para 2022, sempre com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.
    Também de acordo com a publicação, a expectativa do dólar para este ano caiu de R$ 5,40 para R$ 5,20. Para o próximo ano, os economistas esperam a moeda a R$ 5. / Por: Antonio Cruz/ Agência Brasil 
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment