Prefeitura ainda não decidiu se realizará evento simbólico relativo ao Dois de Julho


    O prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) disse na manhã desta quinta-feira (18) que discute com a Fundação Gregório de Matos a possibilidade de realizar “algo simbólico” no próximo dia Dois de Julho, para que a independência da Bahia não passe em branco. 
    Contudo, Neto afirma que ainda não há uma decisão sobre o tema e descartou a possiblidade de realizar qualquer evento ou solenidade que provoque aglomerações. Assim, qualquer tipo de desfile, ou celebrações tradicionalmente realizadas, segue fora de cogitação.
    "Se houver risco de aglomeração, não vamos fazer. O feriado já aconteceu. Portanto, Dois de julho é um dia normal de trabalho na nossa cidade - de forma que não vamos fazer nada que leve as pessoas às ruas", reiterou. 
    No final de maio, Salvador e outros oito municípios baianos anteciparam feriados de São João e Dois de Julho para estimular o isolamento social e reduzir a taxa de transmissão do novo coronavírus na Bahia. Na ocasião, o feriado de Conceição da Praia - tradicionalmente comemorado em 8 de dezembro –também  acabou adiantado para o último dia 27.
    "O Dois de julho da forma como estamos acostumados a fazer - e que eu faço há muitos anos, desde antes de ser prefeito e estar na política, junto ao meu avô -, esse Dois de julho não vai acontecer em 2020. Espero que a gente possa guardar nossas energias para 2021", concluiu. 

    Por: Arquivo BNews 
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment