Príncipe imperial do Brasil diz que não há racismo no país

    Reprodução/Facebook
    O príncipe imperial do Brasil, Dom Bertrand de Orleans e Bragança, disse na terça-feira (16) que não existe racismo no Brasil e que todos "vivem bem". O Trineto do imperador Dom Pedro II afirmou ainda que "estão procurando criar um problema racial, mas não conseguem". A declaração foi feita durante videoconferência à Fundação Alexandre de Gusmão, fundação pública vinculada ao Ministério das Relações Exteriores.
    “Todo brasileiro tem um pouco de sangue branco, um pouco de sangue negro e um pouco de sangue índio. Isso deu um blend (mistura) absolutamente extraordinário, porque nós temos o povo brasileiro que é um povo fabuloso. É um povo que tem um calor humano que nenhum outro povo tem isso”
    Segundo o descendente da família Imperial, os brasileiros herdaram “a fé e o espírito empreendedor do português”, “a intuição do índio” e “a força, a bondade, o calor humano e a lealdade da raça negra”.
    “O jeitinho brasileiro vem do índio. Nós temos outras qualidades do índios, como a nossa sacrossanta mania de tomar banho todo dia. E esse calor humano que nós temos vem de onde? Vem exatamente da raça negra. Nós formamos com isso um povo fabuloso. Nós fomos somando as qualidades dos vários povos e nós temos um povo que é pacífico e heroico ao mesmo tempo. Os brasileiros são muito intuitivos. Há uma capacidade empreendedora fabulosa”, completou.
    (BNews )
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment