Reis nega pressão para escolher vice: “Não estamos tendo conversas políticas neste momento”


    O vice-prefeito de Salvador, e pré-candidato pelo DEM nas eleições municipais deste ano, Bruno Reis nega que tenha sido pressionado por dirigentes do Republicanos para que escolhesse alguém da sigla no posto de vice da sua chapa. O ultimato foi noticiado na coluna “Na Sombra do Poder” desta manhã
    "Não estamos tendo conversas políticas neste momento. A última vez que eu tratei com o Republicanos, que eles me procuraram para orientações, foi antes do final do prazo de filiações. Quatro de abril. Todos sabem na nossa base que no memento certo vai chegar o momento de falar sobre composição de chapa", disse ao BNews nesta quinta-feira (18). 
    Na avaliação de Reis, isso acontecerá no contexto das convenções partidárias. Ele também pondera que ainda não é possível saber se as eleições municipais serão mantidas com os prazos originalmente previstos pelo calendário eleitoral, em virtude da pandemia.
    Questionado sobre suas preferências, bem como sobre a possibilidade da ex-secretária Ana Paula Matos (PDT) ser a escolhida para o posto de vice, Reis reiterou que o foco total segue no combate à Covid-19 e suas consequências. O vice-prefeito e pré-candidato acrescenta  que a capacidade técnica é o principal critério que norteará a escolha.
    "Estamos dedicando nossa energia para esse assunto [...]. Uma certeza todos podem ter: vamos todos sair unidos, podendo ganhar novos aliados e partidos que querem colaborar com um projeto que hoje é vitorioso. Em um clima de tranquilidade, vamos construir”, concluiu. /BNews
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment