STF nega habeas corpus e prorroga prisão de Sara Winter


    O ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, negou quatro pedidos de habeas corpus feitos pela defesa de Sara Winter, apoiadora do presidente Jair Bolsonaro  e principal porta-voz do grupo armado de extrema direita "300 do Brasil". 
    O ministro Alexandre de Moraes, por sua vez, prorrogou por mais cinco dias a prisão. O ministro atendeu a pedido feito pela Polícia Federal e Procuradoria-Geral da República. 
    Ela está custodiada no presídio feminino do Distrito Federal. A extremista já foi denunciada pela Procuradoria da República no Distrito Federal pelos crimes de injúria e ameaça ao ministro. A denúncia foi enviada à 15ª Vara Federal de Brasília. A prorrogação da prisão também atinge outros ativistas que foram presos na operação.
    Na segunda-feira (15), Sara foi presa pela Polícia Federal (PF) por determinação do ministro e a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) na investigação que apura ataques a instituições, como pedidos de intervenção militar e o fechamento do Congresso e do Supremo.
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment