Trump confessa que diminuiu testes para mascarar número de infectados pelo coronavírus no país


    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, admitiu ter mandado diminuir os testes para a detecção do coronavírus no país, a fim de reduzir o número de casos confirmados da doença. A declaração foi feita durante um comício neste sábado (20) em Tulsa, Oklahoma.
    "Testar é uma faca de dois gumes. Testamos até agora 25 milhões de pessoas. Provavelmente são 20 milhões a mais do que qualquer outro país. Aqui está a parte ruim: quando você faz tantos testes, encontra mais pessoas, encontra mais casos. Então, eu disse ao meu pessoal: diminuam os testes, por favor", disse Trump.
    O evento marcou a retomada da campanha eleitoral do presidente, que tentará se reeleger em novembro e enfrentará o candidato democrata Joe Biden. Mesmo com o avanço do coronavírus em Oklahoma, o comício foi realizado em um espaço fechado, não houve cuidado com o distanciamento social e os participantes não foram obrigados a usar máscara. 
    De acordo com o G1, a equipe eleitoral de Trump fez com que todos os presentes no comício se comprometessem a não processá-la mesmo se houvesse contaminação pelo coronavírus no local. / Por: Reprodução/ Instagram 
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment