Cientista chinesa é detida após se refugiar em consulado em São Francisco


    Uma pesquisadora da China que se refugiou das autoridades dos Estados Unidos no consulado do país em São Francisco está sob custódia e deve comparecer a um tribunal na próxima segunda-feira, de acordo com informações do Departamento de Justiça americano. Juan Tang foi acusada de fraude em seu visto no dia 26 de junho e de ter escondido fazer parte das Forças Armadas Chinesas.
    A detenção da pesquisadora ocorre em meio a uma desgate ns relações entre Estados Unidos e China. Na sexta-feira (24), a China ordenou que os Estados Unidos fechassem seu consulado em Chengdu em resposta a uma ordem dos EUA de que a China fechasse seu consulado em Houston.
    Segundo informações da CNN Brasil, durante uma entrevista com agentes do FBI em 20 de junho, Tang negou servir às Forças Armadas chinesas, alegando que não sabia o significado das insígnias de um uniforme militar encontrado com ela.
    Na denúncia criminal, que nomeia vários outros cientistas chineses nos EUA, os promotores alegam que eles fazem parte de um "programa conduzido pelo PLA - e especificamente pela FMMU ou instituições associadas - para enviar cientistas militares aos Estados Unidos sob pretextos falsos, com declarações falsas sobre seu verdadeiro emprego ". / Por: Casa Branca  Por: Redação Bnews 
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment