Comandante Geral da PM afirma que guerra entre facções é motivada por homens que saíram recentemente da cadeia

    Reprodução/ TV Bahia
    As cenas que chocaram a população com diversos disparos de arma no bairro do Engenho Velho da Federação, em Salvador, têm como motivação o avanço do tráfico de droga na localidade. A guerra pelo espaço para comandar a atividade ilícita vitimou nas últimas semanas uma criança de 09 anos que foi baleada, além de um homem que foi morto na última segunda-feira (13). 

    O Comandante-geral da Polícia Militar, coronel Anselmo Brandão, afirmou nesta quarta-feira (15), que os homens que estão causado esse transtorno já foram identificados e que saíram recentemente do sistema prisional. “O Draco, ligado à Polícia Civil, e Polícia Militar estão de olho nesses suspeitos que querem retomar os pontos de venda das drogas.
    Todos já foram localizados, sabemos onde eles estão e com a inteligência vamos levá-los de volta para a prisão já que estão perturbando a ordem. Apesar da topografia do bairro não ajudar para a apreensão, é uma questão de tempo até que todos sejam pegos”, disse. 

    A partir desta quarta (15), equipes da polícia vão ficar em um posto avançado provisório no local para trazer segurança para a comunidade, além da tropa que já atua na localidade, terá reforço diariamente das equipes especializadas como Gêmeos e Rondesp e não há previsão para encerramento da atividade. 

    “Há estudos para implantar uma base avançada aqui, com um pelotão efetivo e isso tudo será analisado, o momento é de passar tranquilidade para a população e mostrar que o Estado é o grande gestor não podemos permitir que as pessoas fiquem reféns desses criminosos”, pontuou Anselmo. 

    Questionado sobre os reflexos que contribuíram para essa guerra no Engenho Velho da Federação, Anselmo disse que um deles se trata das ações da Justiça. “Durante a pandemia muitos líderes foram liberados das prisões, não vamos culpar a justiça, mas eles que deveriam estar em casa com tornozeleira eletrônica, estão nas ruas praticando os crimes. Outro fator é a baixa circulação de pessoas nas ruas faz com que o tráfico avance”, finalizou. (Aline Reis)
     
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment