Em nova live com Rui, Denice discute situação das mulheres na pandemia


    Em mais uma live transmitida pelas redes sociais com a participação do governador Rui Costa, a pré-candidata à Prefeitura pelo PT, a Major Denice Santiago, debateu com a diretora de enfermagem do Hospital Roberto Santos, Adalcy Ribeiro, a situação das mulheres em meio à pandemia de Covid-19.
    Denice voltou a falar da plataforma "Salvador Mãe de Todos", principal ação da pré-campanha, e convidou os espectadores a participarem. Ela anunciou o lançamento de uma aba específica para a discussão de políticas para as mulheres.
    A petista fez um discurso sobre a feminilidade e as características maternais, ponto que vem repetidamente tocado nesta pré-campanha, que associa o cuidado da maternidade à sua candidatura.
    No entanto, Denice diz que as expectativas em torno do ser feminino não deve impor limites às mulheres.
    "Nos tornar mulher é isso, sermos sujeitos sociais a partir da nossa cultura, forma de pensar. Não está relacionado à coisa física, biológica, do desenvolvimento cognitivo, o que quer que seja, mas se refere a cultura [...] mães carinhosas, mulheres sonhadoras, cuidadoras, mas é importante que ag ente entenda que a cultura, embora nos forme, não pode nos limitar", argumentou a major, que disse ser conhecida como a "grande mãe" por colegas policiais.
    Sobre a surpresa de algumas pessoas pela escolha do PT por uma major da Polícia Militar, Denice disse que a sociedade não está acostumada a ver mulheres em posições em que são atribuídas qualidades de "força" e "poder". 
    O governador Rui Costa aproveitou para falar do seu "olhar diferenciado" em relação às mulheres, pela proximidade com a mãe, esposa e filha, e que sempre notou na maternidade o "sentimento acolhedor".
    Diretora de enfermagem do Hospital Roberto Santos, Adalcy Ribeiro destacou que a responsabilidade das mulheres, que no cotidiano já trabalham "nos três turnos", ficou ainda maior nesta pandemia.
    Os profissionais de enfermagem, que em sua maioria são mulheres, como observa Adalcy, tem sofrido ainda mais com o afastamento dos entes queridos, devido ao risco de contaminação de quem trabalha na linha frente do combate à doença.
    Apesar do Hospital Roberto Santos não ser um centro referência de Covid-19, Adalcy lembra que é um dos maiores hospitais da cidade, com três entradas diferentes, e que foi necessária a adoção de medidas cautelares para evitar o contágio.
    "Não tem sido fácil. A mulher sempre trabalha nos três turnos e o problema na pandemia é que o trabalho é dobrado [...] tivemos que mudar os protococolos por causa da pandemia,o HRS nao é referencia de Covid mas tem tres portas de entradas e recebendo pacientes adultos, da obstetrícia. Tivemos necessisdade de reorgnização do fluxo", explica a diretora.
    Ao fim da transmissão, o governador da Bahia deixou um recado para a população. Apesar da estabilidade de casos, o patamar de crescimento ainda é alto, alertou o petista. 
    E, mesmo quando as atividades cotiidanas puderem ser retomadas, aidna será necessário estar atento ao vírus.
    "Não baixar a guarda momento nenhum, por que quando a taxa cair, não quer dizer que o vírus foi embora. Não abrir mão da máscara, do distanciamento social, manter essa distância", declarou Rui, que disse que a retomada das aulas segue em planejamento, mas que só irá acontecer quando a curva de contaminação estiver "decrescendo".
    Sobre a surpresa de algumas pessoas pela escolha do PT por uma major da Polícia Militar, Denice disse que a sociedade não está acostumada a ver mulheres em posições em que são atribuídas qualidades de "força" e "poder".  /Por: Reprodução/YouTube 
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment