Sem Prates, PDT parte para Plano B e vai conversar com Rui Costa

    Divulgação
    Com saída de Leo Prates da corrida pela prefeitura de Salvador, o PDT reabriu o leque de possibilidades para a eleição de 2020. O presidente estadual do partido, Félix Mendonça Júnior, confirmou ao BNews que o partido vai partir para um Plano B, incluindo negociações com a base do governador Rui Costa (PT).
    "Leo e eu conversamos e vimos que ele não tinha como sair agora [da secretaria de Saúde]. O coronavírus não teve melhora", declarou o deputado federal, que também foi vítima da pandemia. "Eu mesmo tive [coronavírus], pensei que não iria sair", desabafou o parlamentar, que perdeu o próprio pai, Félix Mendonça, para a doença.
    Segundo ele, o PDT agora pode, inclusive, pensar em não ter candidato. "Plano B pode ser termos uma candidatura própria ou ter uma participação numa chapa existente. Um plano que apoie os candidatos a vereadores".
    Integrante da base de Rui na esfera estadual e do prefeito ACM Neto na municipal, o PDT também está sendo cortejado pelos partidos que integram a oposição municipal. Vou conversar com o governador sobre isso. Lídice também já me chamou", revela.
    O PDT negociava a vice na chapa do pré-candidato Bruno Reis (DEM), além de uma secretaria robusta na eventual nova gestão. Como opção, também filiou a ex-secretária Ana Paula Matos para o posto de vice, mas fontes da reportagem avaliam que ela perdeu força na corrida.(Henrique Brinco)
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment