Vereadora de Salvador diz que "kit-covid" é crime

    Divulgação
    O chamado “Kit-Covid”, distribuído por algumas prefeituras do interior baiano como tratamento ao novo coronavírus, foi criticado pela vereadora Aladilce Souza (PCdoB), que é enfermeira.
    A prefeitura de Itagi, município do Centro-Sul da Bahia, por exemplo, vem fornecendo hidroxicloroquina, ivermectina e azitromicina a pacientes contaminados com a Covid-19. 
    “Eu acho que isso é uma postura absurda do governo federal e desses prefeitos. É um estímulo à automedicação, com a utilização de medicamentos que têm normas sanitárias com força de lei”, frisou a edil.
    Ela avalia que esses medicamentos exigem receitas médicas e há responsabilização técnica do farmacêutico na dispensação.  (Henrique Brinco)
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment