Bruna Marquezine questiona manifestação contra aborto em criança estuprada


    A atriz Bruna Marquezine se manifestou, através de suas redes sociais, sobre a manifestação de um grupo de religiosos na porta do hospital onde a garota de 10 anos que foi estuprada pelo tio. O grupo defendia que a garota desse continuidade à gravidez indesejada.
    Bruna questionou que ninguém fez movimentações para exigir a prisão do estuprador:
    "E não tem nenhum religioso na porta da delegacia exigindo a prisão do monstro criminoso que estuprou a sobrinha e está foragido. A religiosidade é uma doença. Estamos falando de uma CRIANÇA DE 10 ANOS. Isso não é ser pró-vida, isso é ser ignorante, limitado e CRUEL". /

     Por: Reprodução // Uol 

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment